Vereadores aprovam a manutenção dos salários atuais para próxima legislatura

Na sessão de segunda feira, 15/06, o presidente do Legislativo Miguel Adones Campos, de conformidade com a legislação vigente, colocou em votação os valores a ser pagos a partir de janeiro de 2021 ao prefeito, vice prefeito, secretários municipais e vereadores, bem como o subsidio do presidente da Câmara.

Na sessão também foi votada uma emenda feita pelo vereador Sergio do Taxi emenda que reduzia o valor do salário de R$ 5.387,48 para R$ 4.000,00, segundo informou o vereador a reportagem da VOZ FM que em razão da pandemia e das incertezas da economia a redução significaria uma economia de R$ 1.387,48 ao mês por vereador, totalizando R$ 17.530,00 ao mês e totalizaria R$ 210.362,88 no ano, imagine então nos 4 anos R$ 841.451,54 sem contar com o custo da previdencia, dinheiro que certamente ajudaria o município a vencer essa crise, finalizou Sergio do Taxi.

Cinco vereadores votaram a favor da redução dosalário para R$ 4.000,00, da bancada do Progressistas Junior Berté, Ida Valendorff, Eduardo Tatim (Dudu), do PSDB o vereador Luiz Carlos Vizotto e o vereador autor da emenda Sergio do Taxi. Em nome da bancada Progressista o vereador Dudu disse entender ser um momento de doação e também dos vereadores devem fazer sua parte, justificando assim os votos da bancada Progressista.

Pela manutenção do salário atual de R$ 5.387,48 para proxima legislatura a bancada do PL voltou unanime, com os votos dos vereadores Gustavo Baldissera e José Elton Moraes, pelo PSB João Francisco, do PDT Ilânio Casagrande Guerra (Chico Guerra), o MDB deu os votos do vereador Nei Vermeio e Juares Moraes e do PSDB o voto do vereador Edson Ivo Stecker. Ressalte-se que o vereador presidente Miguel Adones Campos não vota, sendo chamado a votação apenas em caso de empate.

Com a votação ocorrida ficam assim definidos os valores para próxima legislatura: PREFEITO R$ 11.312,68, VICE PREFEITO: R$ 6.787,61, SECRETÁRIOS MUNICIPAIS R$ 5.387,48 e para os VEREADORES R$ 5.387,48 e para o presidente do legislativo será adicionado mais 20% para o exercício do cargo.