Postado em 27 de abril de 2015

Polícia Civil paralisa dia 28 de abril, das 8:30 às 18 horas

Paralisacao_Ugeirm-212x300O Rio Grande do Sul deve enfrentar uma onda de protestos por parte dos servidores públicos, nas diversas áreas em que o Estado atua.

A violência que cresce no RS,  colocou em alerta policiais civis que temem perder reposições e promoções acordadas no governo Tarso Genro, em protesto para dia 28 de abril, das 8h30 às 18h.

A UGEIRM-Sindicato orientou aos policiais que não deve haver circulação de viaturas, bem como não haverá cumprimento de MBAs, mandados de prisão, operações policiais, serviço cartorário, entrega de intimações, oitivas, remessa de IPs ao Poder Judiciário e demais procedimentos da Polícia Judiciária.

Como funcionará o atendimento nos plantões?

As DPPAs  – Delegacias de Polícia de Pronto Atendimento  e plantões somente atenderão casos de  flagrantes e de maior gravidade, homicídios, estupros, ocorrências envolvendo crianças e adolescentes, além de crimes da lei Maria da Penha. O UGEIRM – Sindicato informa ainda que os plantonistas terão respaldo do sindicato para todas intervenções que julgarem imprescindíveis para a segurança da população.

Conheça os principais objetivos desta paralisação:

– Pela realização das promoções;

–  Cumprimento da tabela de subsídios, com reajustes previstos para maio e novembro deste ano;

– Convocação imediata dos 650 concursados;

– Pagamento em dia dos salários, contra os cortes de horas extras e o contingenciamento na Segurança Pública;

– Contra a alteração nas regras da aposentadoria dos policiais;

– Valorização da  Segurança Pública, para melhorar a segurança da população gaúcha.

Fonte: Site da Ugeirm\Sindicato

 

 

Comentários

PUBLICIDADE