Postado em 11 de julho de 2018

Cattaneo da posse aos novos secretários nesta quarta feira, 11/04

Em uma entrevista coletiva realizada na manhã desta , o prefeito Paulo Cattaneo, explicou as mudanças no primeiro escalão da Administração Municipal de Soledade.

           A mudança ocorreu pelo vazamento de um vídeo na quinta-feira 06/07, nas redes sociais onde funcionários da Secretaria levaram toras de lenha à casa do  Secretário de Obras Marco Ghleller.
De acordo com o prefeito Cattaneo, ao tomar conhecimento do fato na quinta-feira a noite retornando de Porto Alegre foi surpreendido pelo fato. Na manhã do dia 07/07 convocou uma reunião para que os envolvidos prestassem os devidos esclarecimentos.

Participaram a vice-prefeita Marilda Borges Corbelini, o secretário de Administração, Edson Portela, os procuradores do município, Giovani Spinelli e Lhais Orlandini, o presidente do legislativo Sérgio Rodrigues da Silva, os três funcionários envolvidos e o secretário Marco Gheller.

O prefeito comenta que durante a conversa, os funcionários relataram que agiram por iniciativa própria. “Eles não tinham consentimento, nem da vice-prefeita ou de qualquer secretário. Contaram que decidiram fazer uma limpeza dos galhos secos no parque de eventos e encontraram uma árvore de eucaliptos, que no entendimento deles, estava pondo em risco a rede elétrica e cortaram por conta própria”, relatou.

Respondendo perguntas da imprensa, Cattaneo disse que a saída de Marco é natural. “É natural ir e vir na carreira política. Marco Gheller pediu demissão. A pessoa que desempenha a função, tem suas atividades particulares, e suas decisões, não entrarei em mérito pessoal sobre dele”, declarou.

             Quanto à nomeação da Cauzinho, José Carlos Hilário, como novo secretário de Obras, Paulo Cattaneo afirmou que cada vez mais a administração precisa de técnicos respondendo pelas Secretarias e que ele tem competência para assumir a pasta.

“É um funcionário de 15 anos, concursado, chegou por méritos dele até aqui. Por isso acreditamos nele para atuar na Secretaria de Obras”, afirmou Cattaneo.

Segundo ele, o partido auxiliou na decisão de escolha por Cauzinho. “Foi uma decisão minha e do MDB, é uma decisão conjunta”, confirmou. O prefeito afirmou que vários nomes estavam na mesa e o de José Carlos Hilário se sobrepôs por ter uma história na prefeitura, e competência para desempenhar a função.

              Em seu lugar, no Departamento Técnico, o Chefe do Executivo nomeou como diretor, o funcionário de carreira e Arquiteto, Giovani Bettio,O prefeito destacou a capacidade técnica e as qualificações de Giovani para a função. Giovani falou sobre a responsabilidade do setor que acompanha tanto obras públicas como privadas, além do Habite-se e fiscalização de obras. Bettio ingressou na vida pública em 2009, e em janeiro próximo completa dez anos dedicados ao Município.

No decorrer da apresentação dos novos secretários, o prefeito respondeu diversas perguntas, sendo que em determinados momentos o clima da entrevista ficou tenso em razão dos questionamentos sobre os fatos envolvendo o ex-secretário Marcos Gheller,  mas no final valorizou-se o fato da nomeação de dois funcionários de carreira para essas importantes funções na estrutura municipal.

Fotos: PMS

Comentários

PUBLICIDADE