Postado em 9 de maio de 2015

Em Soledade vacina contra gripe já tem 40% da meta alcançada

IMG_1183A Secretaria Municipal de Saúde realizou neste sábado, 09/05, o dia D da campanha de vacinação contra a gripe.

A enfermeira Marina Piovesan, da Secretaria Municipal de Saúde, falou da importância da vacina e pediu às pessoas que procurem as unidades de saúde dos bairros para realizarem a vacina e informou que às  8 horas iniciou a campanha encerrando às 17 horas.

Oo grande numero de pessoas que procuraram a rede pública fez com que 40% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde que é de 80% da população  dos grupos de risco,  que são:  – crianças de seis meses a cinco anos incompletos; pessoas com 60 anos ou mais; profissionais da área da saúde; povos indígenas; gestantes; puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Cilon Loureiro, 69 anos compareceu a Secretaria de Saúde para fazer a vacina contra a gripe, e enfatizou que antes de fazer as vacinas tinha muita tosse e gripe e nos últimos anos não teve mais gripes e convida a todos para fazer a vacina.
MEDIDAS DE PREVENÇÃO – A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também acontece por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção, tais como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

Em caso de síndrome gripal, a recomendação é procurar um serviço de saúde o mais rápido possível. A vacina contra a gripe não é capaz de eliminar a doença ou impedir a circulação do vírus. Por isso, as medidas de prevenção são tão importantes, particularmente entre os meses de junho e agosto.

Também é importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe – especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações – devem procurar, imediatamente, o serviço médico. Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

REAÇÕES ADVERSAS – Após a aplicação da vacina pode ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e enrijecimento. São manifestações consideradas leves, cujos efeitos costumam passar em até 48 horas.  A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.

Fonte: MS

 

Comentários

PUBLICIDADE